Romcy: A maior rede de lojas de departamento que o Ceará já teve

Por: Pedro Paulo Galindo Morales

As lojas de varejo Romcy S/A foram uma rede de lojas localizada em Fortaleza/CE com 12 lojas entre hipermercados e supermercados, 11 estavam localizadas em Fortaleza 1 em Maracanaú e uma central de compras em São Paulo, nessas lojas existiam ainda os Romcy-Car que eram especializados em acessórios e serviços  para veículos  alem de cinco lanchonetes em suas unidades que faziam muito sucesso e era ponto de encontro de muitas pessoas. O Grupo Romcy era formado ainda pela Romcy Informática LTDA e a Granjas Romcy S/A.

As atividades comercias dos  Romcy começaram em 1948 com a firma Jacob Elias & Filho onde vendiam miudezas que depois passou a ter varias filiais com nomes fantasias diferentes como, as lojas A Capital, Magazine Sucesso, Casa Venus,  Romcy Perfumaria, Romcy Magazine, e por fim a Super Loja Romcy.

Em 1962 com a morte de Jacob as lojas foram unificadas sobre a razão social de Romcy Comercio e Industria S/A e estavam sob a responsabilidade de seus filhos José e Antonio Roncy que partiram para unificar as atividades do grupo .

Em 1974 o Grupo Romcy comprou do comerciante Plácido de Carvalho um imóvel construído em forma de um castelo, que se localizava onde hoje fica a Praça Luiza Távora na Avenida Santos Dumont para a construção de um hipermercado após alguns anos seu terreno foi dado em pagamento de divida de ICM ao Governo do Estado, muitas pessoas atribuem a falência da empresa a demolição deste castelo, uma espécie de maldição.

Com a inauguração em 1975 do Romcy Aldeota uma loja com área de 14 mil m2 onde a empresa passa a investir também em supermercado, quase a mesma época em que passa a ser a 1ª loja de departamentos do Norte e Nordeste a funcionar com computador.

Na década de oitenta o Canguru (que segundo se comenta foi também usado pelo Varejão Supermercados da Família Patriolinio Ribeiro), símbolo das lojas Romcy, disputava a o mercado com as Americanas, Lojas Brasileiras e Mesbla de igual para igual.

O Romcy mantinha um cartão de crédito próprio e no fim do mês, com a inflação galopante, comprar no Romcy era praticamente impossível, pois esta loja operava também no ramo de supermercados e vendia tudo no cartão na época se dizia que quem não tinha um crediário no Romcy não tinha crédito na praça.

Em 1990 quando o Roncy pediu concordata ele mantinha 1.702 funcionários e proporcionava quase 3.000 empregos indiretos e na época era também  um dos maiores arrecadadores de impostos e um dos grandes empregadores do Estado do Ceará

A maior rede de lojas de departamento que o Ceará teve escolhia bem a sua localização tanto que todos os seus endereços estão devidamente ocupados  quase 20 anos depois. O Romcy Planalto virou Bompreço Papicu, o Romcy Aldeota (Antonio Sales) virou Hipermercantil e hoje é ocupado pelo Carrefour, o Romcy Montese é o Hipermercado Extra, o Romcy Monte Castelo abriga a matriz do Expresso Guanabara no Ceará, que a propósito, nunca teve o que reclamar da infra-estrutura das instalações (inclusive dotada de uma moderna estação de tratamento de esgoto), no Centro de Fortaleza, suas lojas estão todas ocupadas, as duas na Rua Barão do Rio Branco e a do Parque das Crianças onde hoje funciona no prédio que faz fundo também com a Praça Murilo Borges( praça do BNB) um Super Lagoa e uma Rabelo , o Romcy Benfica, cuja obra não foi concluída pela empresa, hoje é o bem sucedido Shopping Benfica. Tantos acertos não foram por acaso houve estudos muito bem feitos.

Na propaganda a empresa também inovou trazendo as propagandas com o Assis Santos quando anunciava as ofertas para o dia seguinte com o slogan “barato do dia Romcy” no intervalo do Jornal Nacional da Globo ou os anúncios de paginas inteiras nos jornais , ou com a promoção famosa, inédita e audaciosa “Romcy dá dinheiro vivo”, nos anos 70. Antonio Romcy analisou a conjuntura econômica do país e usou a inteligência para criar a campanha. O raciocínio de Antonio Romcy foi rápido e perspicaz: se era de se pagar 10% às financeiras, por que não estimular a compra a partir de seis prestações e dar esse percentual diretamente ao consumidor? Foi um sucesso.

Em Dezembro de 1990 o Romcy pede concordada preventiva motivada pelos problemas causados pelo Plano Collor como a inadimplência de seus clientes o que causou um desequilíbrio financeiro porem seu patrimônio era suficiente para cobrir suas dividas  e inicia a reestruturação de seus negócios com fechamento de algumas lojas, também foi noticiadas a venda da empresa para o Grupo Sendas do Rio de Janeiro e Lojas Tamakavy do Grupo Silvio Santos.

Em 1992 já consegue levantar a concordada e planeja a volta ao ramo de supermercados com a reinauguração da loja do Parque das Crianças o que não foi possível, porem o filho de Antonio Romcy inaugura o Supermercado Básico na Rua José Lourenço e no prédio do antigo Roncy do Parque do das crianças ocupando metade da área que o Romcy ocupava o novo empreendimento por questões de mercado não deu certo.

Por volta de 1993 à empresa com apenas uma loja em funcionamento tem a falência decretada deixando muita saudade, o seu patrimônio imobiliário foi usado para saldar dividas bancarias, trabalhistas e com fornecedores para ser ter uma idéia apenas a loja do Bairro Montese onde também funcionava a matriz do Grupo estava avaliada em US$ 10 milhões de dólares.

Sem duvida o as lojas Romcy deixaram um vazio no mercado cearense por sua importância que teve na vida social e econômica do estado.

Fonte: Jornal O Povo edição de 11/12/1990, pesquisa feita pela Internet e jornais da época.

Leia também: Lojas Paraíso a tentação não era só o preço

Leia também: As grandes lojas que não existem mais no comércio em Fortaleza

Anúncios

33 Responses to Romcy: A maior rede de lojas de departamento que o Ceará já teve

  1. […] Leia também:Romcy: A maior rede de lojas de departamento que o Ceará já teve […]

  2. […] Leia mais: Romcy a maior loja de departamentos que o ceará ja teve […]

  3. Francisco Sousa disse:

    Era uma excelente empresa, trabalhei lá por 11 anos, tornou-se uma empresa inviável a medida que vendia à crédito numa época que todas as outras empresas do Brasil só vendiam a vista. E, quando começou a promover gente totalmente desqualificada para a média gerência, nos supermercados a maioria do gerentes eram da área de segurança de loja. Sem a menor condição de gerir uma empresa e vários profissionais com certa formação no banco. Os estoques abarrotados de mercadorias, controles internos frágeis, só podia dar no que deu.
    Infelizmente, pois era uma empresa excelente para se trabalhar, mas o gigantismo, fez ela padecer do mal de não preparar seus profissionais para o fututo e ela foi extinta.

    • O editor disse:

      Obrigado pelo comentário, também me impressiona o gigantismo do Romcy, pena que ele não existe mais porem seu pontos estão ai operando com muito sucesso.

  4. Maria Jose Pereira da Silva disse:

    Fiquei feliz ao achar essa pagina falando do Romcy, pois eu tambem trabalhei no Romcy Montese no cargo de recepcionista, e fiquei muito triste com o falência das lojas.Era uma das melhores empresa do Ceará para se trabalhar e comprar. Hoje moro em São Paulo e trabalho em uma gráfica, mas o Romcy deixou muitas saudades.

    Maria José

    • Diego Dos Santos disse:

      vc deve ter conhecido meu pai ou minha mãe que trabalhou no romcy do montese. meu pai dizem que ele era gerente nome dele algusto e minha mãe não sei qual era o cargo dela ELIZABETH.

  5. Maria Jose Pereira da Silva disse:

    Fiquei feliz ao achar essa pagina falando do Romcy, pois eu tambem trabalhei no Romcy Montese no cargo de recepcionista, e fiquei muito triste com a falência das lojas.Era uma das melhores empresa do Ceará para se trabalhar e comprar. Hoje moro em São Paulo e trabalho em uma gráfica, mas o Romcy deixou muitas saudades.

    Maria José

  6. Plácido Fiúza disse:

    Trabalhei por quase 02 anos no Romcy Parquelandia. Excelente ambiente de trabalho, sinto muita saudade daquela epoca, do trabalho e dos amigos que lá consegui.

  7. Tarcisio Mota Jr disse:

    Trabalhei no Romcy como engenheiro civil durante aprox 7anos. É uma pena o que ocorreu com a empresa. Uma pioneira na utilização da informatica, na construção de novas técnicas – concreto protendido – nas sua lojas.
    Tive contacto direto com o Snr. Antonio Romcy e Roberto Romcy. A senior e jovem direção com quem trabalhei mais perto. Aliás todos os Romcy com quem tive contacto foram sempre cordiais e justos comigo e com os funcionários.
    Já teci muitas hipóteses da derrocada da empresa. Acredito que entre outras, as duas mais importantes, seriam;
    1) O grande investimento em pouco tempo. Em aproximadamente 6 anos foram executados; Romcy Montese 48.000,00m² de área, Romcy Planalto 22.000,00m² de área, Romcy Sgto Herminio 9.000,00m², Romcy Peixinhos (barão Rio Branco)1,000,00m², Romcy Granjas (Croatá), Romcy Carapinina 20,000,00m²(estrutura em concreto protendido). Imagine o custo de construção aliadas à quantidade inicial de mercadorias para preencher as gôndulas (aproximadamente 2,5 vezes o consumo). Isto foi um investimento muito rápido.
    2) O Plano Sarney, que com o sistema da “tablita” desmantelou o sistema de vendas por intermédio do crediário – O célebre cartão Romcy – imagine quem vendia pioneiramente com 6, 7 e 8 prestações encara uma situação desta. Depois que vencia a 4 e 5 prestação pràticamente o valor tinha uma redução drástica. O Plano Collor foi outro que deu o golpe de graça na empresa.
    Estas foram, na minha observação, os fatores principais da falência da empresa. Que Pena…
    Tarcisio Mota Jr

    • O editor disse:

      Tarcísio,
      Obrigado pelos seus comentários, as informações da construção das lojas foram importantes e vieram enriquecer mais ainda o artigo, realmente os investimentos eram enormes já que as lojas tinham uma excelente área de vendas e modernas, pois até hoje redes ainda usam a sua estrutura e pontos de venda.
      Quanto aos planos econômicos concordo com você, muitas empresas não estavam preparadas para enfrentar os novos tempos, mas vale uma observação curiosa, naquele período apenas o Romcy vendia alimentação pelo crediário prova de que sua Diretoria sempre esteve em sintonia com o mercado porem a troca de moedas, congelamentos de preço, taxas de juros altos e “tablitas” consumiram o capital de giro da empresa.
      Saudações,
      Pedro Paulo Morales
      Coordenador de conteúdo.

    • José Gilberto Saraiva Rabelo disse:

      Tarcisio,

      É uma satisfação ver esse seu comentário. Lembro de você, já profissional experimentado, quando passei a contador do Romcy Granjas, com apenas 25 anos e a imensa responsabilidade pela área contábil de uma sociedade anônima com projeto/recursos da SUDENE.

      Concordo com você quanto às causas da derrocada das empresas, principalmente no que diz respeito aos investimentos de longo prazo, no caso a construção e equipagem de imensas lojas com recursos próprios, de curto prazo, o que causou evidentemente estrangulamento financeiro (total falta de liquidez).

      Como se sabe, as empresas “morrem” mais facilmente pelo caixa do que pela eventual falta de vendas ou rentabilidade. O Romcy quebrou vendendo!

      Um abraço,

      Gilberto Rabelo

  8. […] Romcy: A maior rede de lojas de departamento que o Ceará já teve janeiro, 2010 9 comentários 3 […]

  9. Francisco Lima disse:

    Comprei muito no Romcy foi os LPs de vinil do Roberto Carlos quando chegava o mês de dezembro era uma ansiedade para comprar estes LPs de vinil (Bolaçhão), realmente deixou muita saldade pois compravamos com crediário próprio.

  10. […] final dos anos 40, inicio dos anos 50 os Romcy  iniciaram suas atividades comercias dos  com a firma Jacob Elias & Filho onde vendiam miudezas […]

  11. josé messias da silva filho disse:

    eu tenho áte hoje uma reliquia do romcy uma sacola!!!

    • editor do Site disse:

      Olá José,
      Muito legal , é uma lembrança interessante, você poderia enviar uma foto para ilustrar a matéria? Fico no aguardo.

      Um abraço
      Pedro Paulo Morales

  12. francisco carlos ribeiro disse:

    trabalhei no romcy 15 anos,tenho saudade da empresa. e dos amigos. ribeiro

  13. Kelvys Romcy disse:

    Fiquei contente com o conteúdo da página… Pois carrego o sobrenome Romcy, mas pouco sei sobre o passado. Parabéns.

    • editor do Site disse:

      Kelvys, fico contente que tenha gostado realmente o Roncy foi uma das maiores lojas do Ceará basta ver as suas lojas que estão ai como testemunha da história.

      Um abraço
      Pedro Paulo Morales

  14. Eleonora disse:

    Frequentava o Romcy aldeota quando criança, era uma alegria circular naquele espaço todo, e muitos foram os LP’s que meus pais compraram lá… rs! Hoje moro no Rio e ler esse artigo me trouxe lembranças deliciosas!

  15. Que tal o ex colegas colcarem o e-mail ou o Face, para interagirmos?

  16. […] Leia também:Romcy: A maior rede de lojas de departamento que o Ceará já teve […]

  17. JOSÉ JAIR DA SILVA , Eu conheci o ROMCY , lá foi o meu primeiro emprego na AV. ANTONIO SALES hoje CARREFOUR, Quando sai do EXERCITO, trabalhei não me lembro bem quantos meses, porque hoje estava fazendo psquisas de firma e lembreime do ROMCY por que perdi minha primeira carteira de trabalho e a primeira assinatura foi dessa firma, EU ESTOU QUERENDO CLOLOCA-LÁ NA MINHA 2° CARTEIRA DE TRABALHO PARA QUE COMPROVE O MEU REGISTRO, FAVOR APESSOA QUE TEM ESSE ENDERÇO ( EX; O REGISTRO DA FIRMA PARA CONSTAR NO MINISTERIO DO TRABALHO QUE MINHA CARTEIRA FOI ASSINADA NO ROMCY S. A.. Obrigado quem criou esse blog

  18. Eu jair fui muito comprador do Romcy quando fui casar fiz muitas compras principalmente no longo prazo em 36vezes quando fui me casar foi unico local de facilidades

  19. José Gilberto Saraiva Rabelo disse:

    Meu primeiro emprego foi no departamento de contabilidade do Romcy, em 1991, quando já cursava ciências contábeis na UFC. Em 1986, após minha formatura, passei a contador do Romcy Granjas, empresa avícola com projeto na SUDENE localizada em São Gonçado do Amarante. Infelizmente, com a quebra do grupo, também essa empresa, que não tinha problemas financeiros, sucumbiu junto. No final, ainda passei alguns meses trabalhando no Romcy Informática.
    Em resumo, trabalhei no grupo por dez anos de minha vida, e foi lá que consegui todo o embasamento profissional que hoje ainda me permite viver de minha profissão.

  20. Aciene Campos disse:

    Que alegria em saber noticias da maior empresa que ja trabalhei nos anos 80 na inauguração do Romcy montese, sinto muitas saudades dos amigos que la fiz. Hoje moro no Rio mas quando vou em Fortaleza sinto uma tristeza muito grande em ver que não existe mais as lojas ROMCY

  21. Que bom ver esse artigo sobre o Romcy, trabalhei como primeiro emprego, de caixa, no supermercado ROMCY MONTESE,ainda hj encontrei uma colega da epoca, o que me motivou a pesquisar sobre ex funcionarios..trabalhei la de 88 a 91 quando fechou…

  22. Trabalhei desde da fundação do ROMCY montese na implantação do sistema de computação BURROGUGHS MODEL B2900 do CPD que era operador de computador desde 1991.

  23. Marques disse:

    Saudades do Roncy, trabalhei como motorista na loja Montese e gostaria de encontrar um grande amigo que não vejo desde a decada de noventa o também motorista Ribamar um pretinho baixinho, gente dá melhor qualidade, hoje moro em Recife.

  24. Neudson disse:

    fui func., da empresa Romcy, gostaria de obter a relação dos func., da loja Romcy papicu, para encontrar alguns amigos pelas redes sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: