Meio Ambiente e Nossas Posturas

Alberto de Castro

Nesta primeira semana de junho aconteceu um sem número de eventos sobre o Meio Ambiente, tudo em decorrência da passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente exatamente no dia 5 do referido mês.

Passado os festejos a pergunta que devemos fazer é: o que realmente ficou de legado desta mobilização?

Se o que ficou foi um discurso repetido de que o estado (Paises, estados e municípios) e seus gestores são os responsáveis pela realidade ambiental vivida pelo planeta e que faltam políticas eficazes para conter a volúpia capitalista das empresas, continuamos caminhando para traz e nada se alterará na gestão ambiental do planeta. Continuamos no passo do caranguejo porque esta é uma postura secular e que só interessa a poucos, e acima de tudo é uma postura passiva e que tem por objetivo transferir responsabilidades e tirarmos o nosso da reta.

Se o legado destes eventos foi o entendimento de que o meio ambiente é responsabilidade de todos e que a solução da maioria dos problemas começa pela postura de cada indivíduo, então iniciamos a caminhada para a efetiva discussão e busca das soluções possíveis e eficazes. Esta postura acena com uma luz no fim do túnel e ativa nosso sentimento de otimismo uma vez que se trata de uma postura pró ativa, e que nos conduz a cidadania plena.

O nosso País tem uma das mais avançadas legislação ambiental mundial, no seu bojo está definido de há muito o Código Florestal com as Áreas de Preservação Permanente – APP (Lei 4771/1965), estabelecido o Plano Nacional de Meio Ambiente (Decreto 99274/1990), o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro (Lei 7661/1988), a Política Nacional de Recursos Hídricos (Lei 9433/1997) e a Política Nacional de Educação Ambiental (Lei 9795/1999) e tem um instrumento específico para os Crimes Ambientais (Lei 9650/1998).

Pode ser razoável opinar-se de que o Brasil pode ter falhado em algum momento na fiscalização e exigência do cumprimento da legislação, mas não no disciplinamento da questão ambiental.

Para criar a cultura pro ativa com relação ao meio ambiente, se faz necessário investimentos massivos e pessoais em educação ambiental, ir além do que é ministrado nas escolas. Associado a esta educação deve-se trabalhar posturas ambientalmente corretas, por exemplo:

Como me tornar um consumidor responsável – refletir qual o seu comportamento individual sobre o consumo, estou comprando o essencial ou sou um consumidor por impulso, gostei do modelo compro, considerei a novidade eletrônica bacana adquiro na hora. Consumir responsavelmente passa pela necessidade e não pela oportunidade e quantos de nós estamos preparados para abdicar de ter: mais um par de sandálias ou sapato, mais um televisor (nestes tempos de copa), aquele sanduicheira elétrica.

Como contribuir para a sustentabilidade do planeta – como consumidor estou buscando informações sobre o produto adquirido, qual sua origem, qual o processo de fabricação, o fabricante é uma empresa socioambientalmente responsável. Contribuir com o meio ambiente requer uma postura de consumidor consciente, através do conhecimento se a empresa que me fornecerá o produto tem programa ambiental, está licenciada ambientalmente, utiliza insumos perigosos, trata seus resíduos de forma adequada, etc.

Como ser um cidadão – como individuo estou cumprindo as recomendações mínimas para mitigar os problemas ambientais em minha rua, bairro e cidade. Ser cidadão é muito mais que ser um individuo social, passa por internalizar uma cultura de que para cada direito há um dever a ser cumprido. Neste sentido se faz necessário atitudes do tipo: segregação do resíduo domestico, não jogar resíduos (pet, papel, latinhas) na rua, utilizar o veículo como um meio de transporte não um objeto de status, buscar prioritariamente o uso de combustíveis verdes, não produzir ruído sonoro além do recomendado, eleger políticos realmente comprometidos com as causas socioambientais.

José Alberto de Castro é engenheiro eletricista com pós-graduado, lato sensu, em Gestão Ambiental e Gerência de Marketing.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s