Moderação em tempos de abundância

Por Israel Araujo

Os baixos índices de desemprego refletem o bom momento da economia brasileira. Enquanto outrora se discutia sobre formas de encontrar vagas de emprego em tempos de crise, no último biênio, o discurso mudou para abordar maneiras adequadas de escolher a melhor proposta e empresa para trabalhar, dentre a ampla oferta e concorrência pelos bons profissionais. O mercado de trabalho inicia o ano aquecido e não apresenta sinais de retração no curto prazo. Boa hora para retomar aquele planejamento de carreira esquecido ou posto de lado em virtude das dificuldades que se apresentavam durante a escassez de oportunidades. Agora, fala-se em carência de mão-de-obra.

O brasileiro está vivendo mais. A aposentadoria foi adiada para idades que não se esperava atingir. As regras da cadeia de consumo e o acesso a bens, outrora distantes, passaram a fazer parte da realidade na vida de milhões de pessoas. A boa fase do Brasil, a grande oferta de crédito e emprego, a melhora na qualidade de vida (ainda muito discreta) e as perspectivas positivas para o futuro são hoje uma realidade, mas também um fruto do trabalho árduo e constante realizado nas últimas décadas.

Não posso deixar de lembrar da parábola da formiga e da cigarra, de La Fontaine. Para quem não se recorda, ou não conhece, conta a estória de uma formiga que trabalhava duro diariamente, construindo abrigo e acumulando suprimentos para o inverno futuro. Enquanto a cigarra considerava aquilo uma tolice e passava seus dias a desfrutar da boa estação. Chegado o inverno, a formiga tinha uma casa quentinha e farta de alimentos. A cigarra não tinha como se proteger do frio, nem da fome. Nesse contexto, é chegada a hora de colher os benefícios, mas sem abrir mão da obrigação de continuar semeando o terreno para os anos, e imprevistos, que virão.

Trazendo o cenário para a carreira, o discurso é pelo investimento na sua network, rede de relacionamentos, e marketing pessoal. Uma trajetória profissional não se mede por uma foto estática das horas de glória, mas pelo filme que retrata todo o percurso até a ascensão. Amanhã, a experiência, os resultados e as referências que constarão no seu currículo serão a consequência do comportamento adotado hoje. Um talento se mede pela sua atitude em tempos de tempestade e não pelo conforto da calmaria.

Seja qual for a sua idade, mesmo que ainda esteja distante da realidade do mercado de trabalho, essa orientação se aplica a você. Aliás, quanto mais distante estiver, mais importante será e melhor poderá se utilizada. Nossa imagem é reflexo das nossas atitudes desde os tempos de escola e faculdade. São os colegas de escola que amanhã poderão estar do outro lado da mesa decidindo sua contratação. Quer conhecer uma pessoa? Dê o que ela quer e a deixe acreditar ter o domínio. Quer testar essa pessoa? Tome de volta.

E-mail: israelaraujo@israelaraujo.com.br – twitter: @israelaraujorh

Fonte: Diário do Nordeste

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: