Nesse cenário de chuvas, voltemos ao clima

Por Israel Araujo

Encerramos a coluna da última semana com uma pergunta sobre as empresas que foram agraciadas por estarem entre as 25 melhores para trabalhar no Estado: o que as impulsiona? Hoje, voltamos à gestão do clima organizacional. Empresários querem compromisso, que decorre da construção e manutenção permanente da satisfação e da lealdade dos colaboradores. Ou Compromisso = Satisfação + Lealdade. Quando se fala num bom lugar para trabalhar, a primeira coisa que vem à mente de muitas pessoas pode ser a questão salarial. Uma boa oferta de salário é importante, mas não é suficiente. Em outras palavras: remuneração inadequada gera problema, mas salário justo não é fator de motivação (satisfação).

Ambiente é outro fator. Um bom ambiente indica a possibilidade de bom desempenho profissional, significa poder exercer uma atividade onde aplicar conhecimentos de forma ampla, em harmonia com a equipe, sentindo-se parte de algo maior. Outro fator fundamental, característica de qualquer organização, está relacionado com a liderança e reconhecimento. O ser humano possui necessidades de realização e ter o seu trabalho avaliado, reconhecido e estimulado adequadamente, sem dúvida, é outro forte indicativo de um motivador ambiente de trabalho.

Existem outros elementos que também contribuem para compor o clima organizacional, como, resumidamente, se pudermos agrupar em blocos: Ambiente Físico, Planejamento Empresarial, Liderança, Relacionamento, Desenvolvimento, Imagem da Empresa (interna e externa) e Remuneração. Não mais espaço para improviso. Tudo isso pode ser avaliado, medido e ter ações de reforço ou correção monitoradas de forma objetiva, sistemática, eficiente. Desenvolver um trabalho voltado para o cliente interno, elevando os níveis de satisfação em cada um dos blocos acima, ajuda a aumentar vendas, a reduzir custos, melhorar a qualidade, aperfeiçoar o atendimento e impulsiona a empresa a ocupar os degraus mais elevados de reconhecimento do mercado e da sociedade. O investimento direcionado para as pessoas, o cliente interno, retorna em benefícios para o cliente externo, para gestores e para acionistas. Satisfação + Lealdade = Compromisso (Nem queira saber o inverso desta equação).

Nesse contexto, cito um exemplo. A Southwest Airlines, presidida por Herb Kelleher, mesmo em meio a sérias crises no setor, não demitiu empregados, atingiu altíssimos índices de satisfação dos seus clientes externos e, como se não bastasse, suas ações também bateram recordes de cotação na bolsa de valores. Tudo isso foi conquistado com uma fórmula simples: enfoque humanista no tratamento dos funcionários. Na Southwest, Kelleher diz que os funcionários estão em primeiro lugar, antes mesmo dos clientes. Sucesso absoluto do negócio.

E-mail: israelaraujo@israelaraujo.com.br – twitter: @israelaraujorh

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: