Instinto e Intuição feminina no comando das empresas

Por Ivan Postigo

A reinvenção do homem e a obtenção de um melhor modo de viver começaram com a mulher.

Não houve pecado no paraíso, apenas iniciativa. Essa história um dia será contada sob a ótica feminina.

Eva, com sua delicadeza, apenas disse à Adão: – vem e te mostrarei o mundo.  Eva  deu-lhe o comando para que se fartasse e aprendesse com a própria experiência, evitando interferir, sabendo que um dia  teria  o companheiro mais sábio e menos teimoso.

Como Eva sabia o que deveria ser feito?

Já ouviu falar em instinto?

Instinto é predisposição inata para a realização de ações, determinando, portanto, o nosso comportamento. Podemos considerar como impulso espontâneo e alheio a razão. Certamente à mulher  não faltam atributos que compõem o instinto, aspecto misterioso e instigante.

E que tal falarmos em inteligência? Vamos entendê-la primeiro:

Inteligência é definida como a capacidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair e compreender idéias e linguagens. Alguma dúvida quanto a esta questão?  As três jornadas diárias que muitas enfrentam não deixam dúvidas, concorda?

Certamente que sim, não é? Conhece um ser capaz de fazer dez coisas ao mesmo tempo, de forma planejada e com resultados positivos? Neste aspecto a mulher é nota mil!

Chegamos ao ponto da competência, certo?

Entenda competência como o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que quando utilizados pelas pessoas permite que tenham sucesso nas tarefas que desenvolvem.

Percebeu que competência nesse sentido está estruturada em três pilares?

1)      Saber o que fazer ( Conhecimento )

2)      Saber como fazer ( Habilidade)

3)      Querer fazer ( atitudes)

Quando Eva e suas descendentes teriam desenvolvido esse potencial?

Simples, enquanto Adão cometia os erros estas estudavam, aprendiam e desenvolviam suas intuições.

Intuição é  um processo, onde o raciocínio às vezes é involuntário, para chegar a uma conclusão.

A intuição tem em sua raiz a convicção que é a certeza com relação algo, formada pelos nossos erros e acertos.

Convicção é a premissa da verdade. Ao nos depararmos com fortes argumentos, nossa intuição pode nos levar ao questionamento de nossas convicções e mudá-las.

Adão não poderia esperar melhor apoio e parceira, nem nossas empresas.

Enquanto o homem sempre dividiu para somar, pois a divisão de tarefas tem sido o pressuposto de maior produtividade, a mulher busca somar para dividir, trabalhando o conceito de união em busca de melhores resultados, beneficiando um maior número de pessoas.

Parabéns às mulheres, que a todos ensinam a acreditar e usar seus  instintos e intuições.

ivan@postigoconsultoria.com.br Twitter: @ivanpostigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: