Alguém lhe indica?

Por Israel Araujo

Ao longo da nossa vida e, principalmente, da nossa carreira, deixamos um rastro que se caracteriza pelas atitudes que tomamos em relação às pessoas com as quais convivemos. Em cada ação, palavra ou gesto, nossa imagem vai se delineando e se fixando na mente daqueles a que se destinaram. Mas, como o ser humano é um animal muito especial e normalmente dominado pelas emoções mais fortes, as coisas boas costumam ser mais facilmente esquecidas e, de outro lado, as coisas ruins podem ficar eternamente guardadas.

Todas as pessoas, em algum momento de sua vida, deverá depender direta ou indiretamente da sua network, ou seja, da sua rede de contatos e relacionamentos. Nessa questão, engana-se quem acredita que a formação do network começa apenas quando ingressamos no mercado de trabalho. Pelo contrário, a nossa imagem pessoal, começa a ser desenhada desde os tempos de colégio. Um colega de classe, com quem você brincou ou brigou, amanhã poderá estar do outro lado da mesa decidindo sua contratação.

A empregabilidade é definida principalmente pela idade, formação e experiência, sendo necessário um equilíbrio entre esses três fatores e as exigências do perfil do cargo almejado. Na prática, no decurso de um processo de escolha de um candidato, muitos outros fatores podem influenciar a decisão de contratação, mesmo que os três fatores que definem a empregabilidade estejam em sintonia perfeita com o perfil do cargo. Destaco, dentre muitos, a questão das referências, ou de quem o indica.

Em toda contratação é imprescindível checar as referências profissionais dos candidatos. A maneira mais simples é pedir diretamente ao mesmo que forneça a lista dos seus ex-chefes. Mas também existe sempre a possibilidade de ligar diretamente para as empresas que constam no currículo e falar tanto com o RH como com o seu superior imediato. Da mesma forma que relacionamos a lembrança de coisas boas e ruins no início deste texto, boas referências não significam necessariamente que o candidato será contratado, mas referências ruins certamente irão excluí-lo quase automática e instantaneamente do processo.

É fundamental para qualquer pessoa pautar a sua vida pessoal e profissional em princípios e condutas que remetam à coerência, ética e consistência relacionadas ao que se espera da sua profissão. Tudo que fazemos na vida, por mais insignificante que seja, nos é devolvido. É clichê dizer que o mundo dá muitas voltas. Mas também é uma verdade. Esteja você bem ou mal, rico ou pobre, por cima ou por baixo, não deixe que as circunstâncias alterem o seu caráter. E lembre-se: sua imagem é seu maior tesouro.

Você duvida que uma indicação possa fazer a diferença na sua vida? Recentemente tivemos um exemplo na política, com Dilma Roussef eleita presidente. Como ela foi escolhida no lugar do candidato mais experiente e preparado? O Lula indicou!

E-mail: israelaraujo@israelaraujo.com.br – twitter: @israelaraujorh

Fonte: Diário do Nordeste

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: