A difícil arte de conciliar

  Sandra Nagano

Esta coluna é publicada as Quintas feiras.

TEORIA E PRÁTICA

Nos dias de hoje, é raro ter algum gestor nas empresas que não fale da necessidade de motivar sua equipe, bem como criar um harmonioso clima organizacional e diminuir as distâncias hierárquicas. Décadas atrás, quando o setor de Recursos Humanos ainda cumpria mero papel burocrático dentro das companhias e a área de Gestão de Carreiras parecia uma utopia, temas como esses eram puras “baboseiras” para a maioria dos donos e diretores de empresas. Há pouco mais de 15 anos, as relações interpessoais e as valorização dos colaboradores dentro do ambiente de trabalhos começaram a ser amplamente discutidas dentro das organizações, bem como publicações especializadas começaram a pipocar Brasil afora.

E A PRÁTICA?

Mas será realmente que os gestores estão acompanhando esta evolução das relações de trabalho na prática? Para a leitora Patrícia (suprimi o sobrenome para preservar sua identidade), a resposta é definitivamente “não”. Isso porque, segundo ela, a companhia onde trabalha apresenta “uma capa bonita , mas por dentro é puro mofo”. Para ela, os gestores de sua empresa tem um discurso de valorização dos colaboradores, mas estão “totalmente fora da realidade”. De acordo com Patrícia, velhas práticas continuam a engessar as relações interpessoais dentro da corporação: tal como a falta de comunicação e transparência entre gestores e colaboradores.

ADAPTAR É PRECISO

Não conheço ainda uma estatística que reafirme a certeza de Patrícia. Mas é fato que, com certa frequência, ouvimos um amigo ou parente com reclamações semelhantes a de nossa leitora. A humanização das relações interpessoais no trabalho, bem como a valorização do colaborador, é relativamente novo no mundo corporativo no Brasil. Visto que há diferenças entre as culturas organizacionais, é natural que o processo de adaptação em algumas empresas ocorra paulatinamente e em outras com mais agilidade. Mas uma coisa é certa: a empresa que demorar a se adaptar (na prática) a essa nova realidade irá ter grandes desgastes em termos de produtividade e imagem – em resumo, em quase “tudo” dentro de uma organização.
 

A “CARA” DA EMPRESA

Afinal, hoje o mercado entende que a “cara” da empresa não é apenas de seu diretor-presidente, mas também de seus colaboradores que fazem a companhia funcionar no dia-a-dia. Se isso não fosse um fato, não teríamos hoje, por exemplo, tantos relatórios de clima, coachings e listas das melhores empresas para se trabalhar. Por isso, como disse Patrícia, não adianta se apresentar por aí com apenas uma “capa bonita”, se internamente a empresa “é puro mofo”.

Por isso mesmo, o gestor de hoje tem um grande desafio diário: entender que, pela longevidade dos negócios e de sua própria carreira, ele precisa saber conciliar no trabalho os objetivos organizacionais da empresa (metas e resultados), com as demandas e transformações do mercado, além das expectativas de seus colaboradores. A teoria é simples, mas a aplicação prática um verdadeiro desafio. Um bom começo é entender a ideia de que é preciso gerir os negócios com as pessoas, não mais administrá-las como meras peças de uma engrenagem. Boa final de semana a todos!

FIQUE POR DENTRO DO CORPORATIVÊS

A leitora Patrícia também escreveu para dizer que sentiu falta dessa subseção, que volta a ser publicada semanalmente. Aproveitando o tema da coluna de hoje, você sabe o que é clima organizacional? Trata-se de um indicador do nível de satisfação dos colaboradores com a política e cultura organizacional da empresa. É uma variável que mexe diretamente com a produtividade da empresa.

Sandra Nagano

É jornalista da área de economia.

Fonte:  O Povo Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: