Melhore seu QI

Por Israel Araujo

Esta coluna é publicada as Sextas Feiras

Esta coluna não vai tratar de Quociente de Inteligência, como poderia ser deduzido pelo título, mas de algo vulgarmente conhecido como “pistolão” ou o “QI” (quem indica).

Quando se aborda esse tema, algum desconforto pode ser gerado. Isto porque existem fatores positivos e negativos relacionados a esta prática. O lado muito negativo, vem da origem de nomeações sem qualquer mérito no serviço público, feitas por prefeitos, governadores, presidentes e parlamentares, principalmente, e que premiam seus familiares, bajuladores, credores de favores e outros incompetentes.

No âmbito corporativo, esta prática também não era muito bem vista, em virtude de estar geralmente relacionada àquelas contratações de parentes e amigos do chefe. Mas para aqueles que ainda não conseguiram enxergar o lado positivo, atenção. O “QI” está em alta e é bem aceito nas empresas atualmente. O que antes era uma forma de favorecimento injustificado, agora funciona como uma espécie de aval.

Alguém que é contratado por uma indicação interna tem dupla responsabilidade, a de atender a demanda satisfatoriamente para manter seu emprego e a de realizar um bom trabalho para não prejudicar a imagem de quem lhe indicou, neste caso seu “avalista”. Muitas empresas estão até estimulando essa prática de indicação para acelerar seus processos de contratações.

Networking consiste basicamente em explorar sua rede de contatos. Todos que você conhece fazem parte da sua network, sejam amigos, colegas de escola e faculdade, professores, colegas de trabalho, ex-empregadores, clientes, fornecedores e até mesmo parentes. Menos de 40% das vagas existentes são divulgadas amplamente na mídia impressa ou na internet, sendo assim seus contatos podem ter conhecimento sobre alguma dessas oportunidades não divulgadas as quais você não teria acesso. Quanto maior a rede, maiores as chances.

O bom uso de um “Networking” traz benefícios para todos: profissionais conseguem acesso às vagas que nem sabiam existir e as empresas aceleram os processos de seleção menos rigorosos. Por tudo isso, é muito importante cultivar a rede de relacionamentos com cuidado e atenção.

As principais dicas para manter uma boa rede de relacionamentos são: zelar pelo seu nome e construir uma boa reputação, estar acessível e simpático ao maior número possível de pessoas, ser cordial, nunca pedir emprego, pedir dicas e conselhos, procure ajudar quem lhe procura (quem você ajuda hoje pode ser a pessoa que vai lhe ajudar amanhã e cultivar a rede de relacionamentos sempre, mesmo quando não precisar dela, fazendo contatos com certa frequência (“lembrar ao outro que você existe”).

ISRAEL ARAÚJO
Diretor Executivo da unidade de Fortaleza da Véli Soluções em RH israelaraujo@israelaraujo.com.br  – twitter: @israelaraujorh


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: