Falando da Semana que Passou

Fonte: Blog da Miriam Leitão

Resumo comentado das notícias da semana

Reviravolta no caso DSK – O ex-diretor-gerente do FMI Dominique Strauss-Kahn foi libertado hoje. O que acontecerá daqui para a frente? Ele foi solto depois de Christine Lagarde ter ocupado seu lugar no FMI. A dúvida é se conseguirá voltar para a política francesa. Os franceses, aliás, sempre acreditaram na possibilidade de armação.

As dúvidas a respeito da credibilidade da camareira surgiram entre os promotores do caso que, segundo matéria do New York Times, acreditam que ela teria mentido em vários momentos das investigações.O jornal diz também que a camareira teria recebido US$ 100 mil em dépositos feitos por várias pessoas, inclusive de um presidiário com quem teria conversado um dia antes do encontro com DSK.

Pão de Açúcar e Carrefour – A proposta de fusão foi apresentada esta semana e causou muita confusão, porque pode envolver dinheiro público, através do BNDES, e porque o Casino, sócio de Diniz, não concorda com a negociação.

Dizem que o negócio é estratégico, que vai abrir as portas para as exportações brasileiras no exterior, mas essas justificativas não convencem. O consumidor perde com a possível fusão, porque haverá concentração de mercado.

Christine Lagarde assume o FMI – É a 11ª europeia à frente do Fundo. A escolha da francesa se deu após os EUA terem anunciado apoio à sua candidatura, também aprovada por Brasil, China e Rússia.

Grécia aprova cortes – O país volta a respirar, mas ainda não está livre de uma reestruturação da dívida. O Parlamento grego aprovou novas medidas de austeridade que preveem economia de 28 bilhões de euros até 2015. Essa era a condição para o país receber a última parcela do resgate financeiro no valor de 12 bilhões de euros.

Chávez diz que tem câncer – Depois de muito mistério, o presidente da Venezuela anunciou que está em Cuba fazendo tratamento contra um câncer.

Relatório de inflação – O BC aumentou as previsões para a inflação deste ano (de 5,6% para 5,8%) e de 2012 (de 4,6% para 4,8%). Com isso, está jogando a inflação para o centro da meta no primeiro trimestre de 2013. No documento, também falou da pressão do salário, mas é bom lembrar que é preciso olhar para as contas públicas também, cortar gastos.

Plano Real faz 17 anos hoje – Os brasileiros tiveram papel fundamental para a estabilização da moeda.

Crédito – Dados divulgados pelo Banco Central mostram que o crédito cresce a taxas menores, mas num ritmo ainda bastante forte. Segundo o BC, em 12 meses até maio, o estoque de crédito cresceu 20,4% – acima do desejado pela instituição, mas abaixo do acumulado até abril (21%).

Superávit primário de R$ 7,5 bi – O governo comemorou os dados das contas públicas de maio – o superávit primário foi de R$ 7,5 bilhões, mas o déficit nominal – quando entra na conta o que o governo gastou para pagar juros – foi de R$ 14,5 bi.

Produção industrial cresce 1,3% em maio – Em abril, tinha caído 1,2% (dado revisado – o anterior estava em 2,1%); em maio, avançou 1,3%. Com isso, atingiu o maior patamar desde o início da série histórica.

Balança comercial tem maior superávit do ano – Em junho, o superávit foi de US$ 4,43 bilhões, o que representa uma alta de 95% frente ao resultado de junho de 2010.

IGP-M tem deflação – O IGP-M, índice que reajusta a maioria dos contratos de aluguel, registrou deflação em junho de 0,18%, a primeira desde dezembro de 2009. O acumulado em 12 meses baixou de 9,77% para 8,56%.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: