Como analisar um setor de mercado?

Por Rosival Fagundes

Empreendedores iniciantes não querem explorar nichos de mercado, tentam evitá-los, com receio de ficar fora de setores importantes, e acabam entrando em mercados altamente competitivos, no oceano vermelho, onde as empresas disputam de maneira acirrada, a preferência dos consumidores.

Quando um empreendedor iniciante abriu sua primeira loja, um outro comerciante na mesma rua tentou enfrentar a concorrência. Ele pendurou um cartaz imenso: funcionando neste mesmo ponto há mais de 50 anos.   No dia seguinte, o empreendedor iniciante também pendurou  um cartaz que dizia; abri há uma semana: não tenho estoques antigos”.

Empreendedores iniciantes não querem explorar nichos de mercado, tentam evitá-los, com receio de ficar  fora de setores importantes, e acabam entrando em mercados altamente competitivos, no oceano vermelho, onde as empresas disputam de maneira acirrada, a preferência dos consumidores.

Para quem está começando, a melhor estratégia  é procurar acender uma fogueira com fósforos e não  com lança-chamas, ou melhor; desenvolver  a capacidade de fornecer um produto ou serviço exclusivo.  Identificar  um nicho de mercado onde os clientes  mais o apreciam,  e as margens de lucro são boas porque você  acaba oferecendo algo exclusivo que todos desejam intensamente.

 Por exemplo;  uma  academia  de ginástica pode oferecer um serviço exclusivo para 30 ou  40  pessoas de forma customizada, individualizada.  O serviço é exclusivo para cada cliente, com hora marcada e atendimento personalizado.

É necessário  criar  uma vantagem competitiva, escolhendo um mercado em que poucos sabem fazer o que você  faz bem.  Para reduzir o grau de concorrência, é melhor evitar escolher um setor saturado, pois ele é sempre pouco rentável.

É sempre mais inteligente  escolher um negócio com investimento inicial reduzido, assim menor será o risco.  Quanto à  rentabilidade, escolha um setor que tem a dimensão para absorver erros iniciais e permitir margens adequadas. Na escolha de um setor de  mercado, jamais deixe de considerar critérios  como o grau de rentabilidade e a necessidade de capital.

Conhecendo o seu negócio, o empreendedor  pode criar uma estratégia de marketing   de  nichos, pois  segundo o autor do livro ” A ARTE DO COMEÇO” , Guy Kawasaki,   você  precisa começar em um nicho pequeno, ainda inexplorado, em forma de uma ” cabeça-de-praia”, o que significa dizer :  um mercado pequeno o bastante para grandes concorrentes não quererem entrar nele, e grande o bastante para que, caso se dê bem, possa atingir massa crítica e lucratividade com ele.

Evidentemente que, se o empreendedor começar logo a desenhar  cada aspecto do negócio, como  a intensidade da concorrência, o grau de rentabilidade, necessidade de capital, investimento, capital de giro, formaçao de custos , carga tributária, as possibilidades de sucesso são muito maiores.

Rosival Fagundes. Consultor do Sebrae-Ba. Palestrante e professor universitário contato: palestras e consultorias de plano de negócios e plano de marketing.  e-mail: rosival.fagundes@ba.sebrae.com.br

Fonte: Administradores.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: