A COPA 2014 TAMBÉM PRECISA DE GESTÃO

Pedro Paulo Galindo Morales

Esta coluna é publicada aos sábados.

Câmara de Gestão para a Copa 2014

 Foi criada Câmara de Gestão para acompanhar mensalmente obras da Copa de 2014 na reunião do dia 07 participaram os empresários Jorgeu Gerdau, que coordena a Câmara de Gestão, Abílio Diniz, Antônio Maciel Neto, e Henri Philippe Reichstul os empresários fizeram sugestões de sistemas de metas e acompanhamento de desempenho para acelerar o andamento das obras da Copa, as orientações elaboradas pelo grupo serão entregue à presidente Dilma Rousseff e ao Comitê Gestor da Copa.

 Regime Especial de Contratação para as obras da Copa do Mundo

 O Senado aprovou nesta quarta-feira a medida provisória 527, que institui o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) para obras da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, uma boa reação do governo para combater os atrasos nos preparativos da copa no país. A aprovação por 46 votos a 18 era preciso já que as obras da maioria dos estádios do Mundial e dos projetos de infraestrutura, como ampliação dos aeroportos, estão fora do cronograma a três anos da abertura da Copa. Para o relator da MP no Senado, Inácio Arruda (PCdoB-CE) “o regime é mais uma modalidade que deve ser opção para governadores, prefeitos e União para garantir, a todos aqueles que desejam uma grande Copa do Mundo e Jogos Olímpicos de altíssima qualidade, os meios mais adequados para isso”. De acordo com o artigo, as empresas farão suas propostas sem saber quanto o governo pretende gastar, valor que será conhecido apenas pelo Executivo e pelos órgãos de controle. O orçamento se tornará público apenas no fim do processo de licitação. O regime especial traz novidades na contratação de obras para os eventos esportivos, como a figura da “contratação integrada”. Por essa modalidade, uma só empresa é responsável por todo o empreendimento, desde a elaboração do projeto até a execução da obra.

 A hora é essa

 Tenho acompanhado o assunto através da internet e jornais e penso que o Brasil deve acelerar as obras da Copa do Mundo porque será muito bom para as regiões onde ocorreram os jogos, pois trará além de investimentos em infraestrutura, como vias de acesso, metro, hospitais, hotéis e uma serie de pequenos negócios trará também cursos de qualificação profissional para nosso povo. A hora é essa e o tempo diminui, vamos levar a Copa mais a serio porque correremos o risco de fazer um papelão frente ao mundo essas medidas são muito importantes para o bom andamento da Copa 2014.

 Referencia: esportes. terra.com.br e g1.com

 NEGÓCIOS

 @ A Copa do Mundo de 2014 vai gerar 539 oportunidades de negócios

No Distrito Federal a expectativa é que sejam criadas 2.695 micro e pequenas empresas, e gerados 8.805 empregos diretos. Os números fazem parte do Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas. O levantamento foi feito pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e divulgado pelo Serviço de Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). (Jornal do Brasil)

 @ Gol anuncia acordo para compra da Webjet em negócio de R$ 311 milhões

A Gol comunicou nesta sexta-feira (8) que fechou acordo para compra da Webjet. O valor do negócio é de cerca de R$ 311 milhões, dos quais cerca de R$ 96 milhões serão pagos aos atuais sócios. até a conclusão da aquisição, as operações das duas empresas seguirão de forma independente, sem previsão de mudanças estruturais ou de gestão. (Portal G1)

 @ A briga pelo Pão I

 Por meio de comunicado, o Casino afirmou que abriu o pedido “para garantir o respeito dos procedimentos estabelecidos pelo acordo de acionistas de 27 de novembro de 2006” na CBD. (Portal G1)

 @ A briga pelo Pão II

O grupo francês é o principal rival do Carrefour na França e critica o fato de Abilio Diniz ter iniciado negociações sem ser comunicado. O Casino destaca que comprou em 2005 o direito a ter o controle do Pão de Açúcar a partir de 2012 e afirma que “não abrirá mão deste direito”. (Portal G1)

 @ Salsicha X Salsicha

A Brasil Foods e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, órgão vinculado ao Ministério da Justiça, chegaram a um impasse nas negociações da fusão entre Sadia e Perdigão por conta do uso das marcas. (Coluna Rubens Frota O Estado CE)

 @ Pizza, hambúrguer e empanado de frango

A fusão entre as duas empresas, que resultou na BRF, poderá ser vetada pelo conselho caso as duas partes não cheguem a uma solução para manter a concorrência em segmentos como os de pizza congelada, hambúrguer e empanado de frango. (Coluna Rubens Frota O Estado CE)

 Coluna escrita em 09/07/2011

pedropaulomorales@yahoo.com.br

Esta coluna é publicada também no administradores.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: