O produto que sua empresa oferece ao mercado merece o topo do podium?

Por ivan Postigo

Esta coluna é publicada as Quartas Feiras.

Você já parou para pensar a respeito daquilo que sua empresa oferece ao mercado?

Não importa se o foco é produtos ou serviços, no final tudo se transforma em satisfação. Em muitas situações tratamos dois, não é verdade?

A caipirinha precisa da cachaça, do limão e do açúcar, mas sem destreza, não agradará o paladar.

Para o sapato, a graxa não será suficiente sem habilidade de lustrar.

Costumo me reunir com alguns amigos em um restaurante, e sabe qual é a novidade? Nunca erram, os pratos estão sempre excelentes. Parece que os tiram de uma máquina copiadora. Só isso bastaria, mas todos que atendem são simplesmente espetaculares. Lembram sempre o que bebemos! Você simplesmente se sente em casa.

Quando alguém nos pede uma dica de restaurante, para levar a família ou pessoas que irão receber na empresa, adivinhe quem recomendamos?

Poderíamos pensar: uma empresa que chega a esse estágio é fácil de ser administrada. Engano!

É preciso muita engenhosidade para superar os obstáculos de forma que o padrão seja seguido.

Seus gestores estão satisfeitos? Não…

Para que o padrão seja elevado, todos os anos o local passa por uma reforma. Enquanto modernizam uma parte, a outra mantém suas raízes e mata saudades dos antigos clientes.

Engenhosidade, criatividade, inovação, tônicas do mundo globalizado, nos levam a olhar o cliente, do lado de fora, e a empresa, do lado de dentro, com atenção redobrada.

Para o cliente, temos que ter sempre algo novo, melhor, diferente, com preços que lhe permitam acesso.

Para a empresa, superação da qualidade, custos menores, menor tempo de fabricação e entrega e maior distribuição.

E como alcançar esse estágio? Com um jeito novo de pensar, um jeito diferente de fazer!

Parece difícil, não? E é, porque a nossa conduta precisa mudar. A sabedoria do novo não depende de respostas, pois reside nas perguntas.

Estranho? Note que para fazer algo novo, melhor, diferente, temos que manter o foco naquilo que não sabemos e não no que sabemos.

O homem comum se concentra nas respostas, o criador nas perguntas.

O gestor comum se prende no que sabe, o gestor criativo no que não sabe.

Lembra-se da clássica pergunta feita pelo homem comum: Por que voar?

Lá no seu canto, sem alarde, enquanto imaginava, o gênio pensava não apenas porque voar, mas como voar!

O olho da criação, da arte, se conecta com nossas almas de formas diferentes.

Caminhávamos em grupo, certa vez, por um museu, fascinados com as pinturas, quando um amigo nos chocou com uma grande lição: seu deslumbramento não era apenas com as pinturas, mas com as molduras. Jamais teríamos prestado atenção, sem sua observação.

Rindo, nos disse: – Isso acontece quando a gente olha apenas para o sol!

A criação exige que para cada resposta obtida perguntemos novamente por que, cinco vezes!

Cada pergunta abre uma porta desconhecida!

Reconheço que não é fácil iniciar o processo de inovação, mas os primeiros passos podem ser dados com algumas perguntas básicas:

Que oportunidades existem?

Como estou conectado com a empresa e seus produtos, podendo contribuir para a inovação?

Por que meu trabalho na empresa é importante?

O que eu estou perseguindo para diferenciá-la?

Onde minhas idéias estão corretas?

Onde minhas idéias estão erradas?

Lembre: cada pergunta terá uma resposta e estas devem ser questionadas  cinco vezes.

No final você saberá se os produtos que sua empresa oferece merecem o topo do podium ou não!

Ivan Postigo

Diretor de Gestão Empresarial

Articulista, Escritor, Palestrante

Postigo Consultoria Comunicação e Gestão

Fones (11) 4526 1197 / (11) 9645 4652

www.postigoconsultoria.com.br

Twitter: @ivanpostigo

Skype: ivan.postigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: