Se merecer, negocie um aumento

Clique para Ampliar

Não peça um reajuste nos salários se você não é merecedor. O efeito pode ser contrário e acabar terminando em demissão

Negociar a sua remuneração não é tão difícil quanto se imagina. Basta seguir algumas regras básicas e ter um pouco de jogo de cintura. Uma coisa é certa: o seu patrão presumirá que você está satisfeito com o seu salário, caso não manifeste sua insatisfação. Conhece o ditado? “quem não chora, não mama”.

Mas antes de sair por ai pedindo um aumento, tenha certeza de que você é merecedor desse reconhecimento e esteja pronto para negociar.

Conhecer bem o seu chefe e a sua empresa é fundamental. Do contrário, você não terá argumentos para debater caso seu patrão jogue uma justificativa qualquer na mesa. Entrar numa negociação sem conhecer o campo de batalha, é suicídio. Procure todas as informações que puder, colete dados sobre a empresa, posição no mercado, objetivos, metas e perfil dos gestores.

Além de entender a empresa, é importante saber exatamente qual a sua função dentro do cenário geral da corporação. Saiba quais são as suas possíveis promoções (se merecidas) e compare sua evolução no organograma da empresa com a evolução de outros executivos de outras empresas. Saiba principalmente o salário médio dos executivos dos concorrentes que ocupam a mesma posição que você. Esse conhecimento é fator fundamental para uma boa argumentação. O pedido de aumento deve ser lógico e justificado, tanto do ponto de vista da empresa e como do mercado.

Mostre que você é ambicioso e tem disposição para contribuir com a evolução do negócio do seu patrão. Conquiste-o. Prove que vale o que está negociando.

Oportunidade

Se a resposta inicial for negativa, não se abale e nem desista. Mantenha a porta aberta e procure adentrar no campo das vantagens extra-salariais. Planos de saúde, carro, celular, ajuda de custo, 14º salário e outros benefícios também valem dinheiro.

Muito cuidado na hora da negociação. É preciso saber entrar e sair de cada tema. Insistir, sem argumentos, pode provocar um efeito contrário e causar a demissão. Saiba a hora adequada de recuar. Tente observar as coisas do ponto de vista do empregador. Ponha-se no lugar dele. Seja paciente, não ganancioso.

Dicas

Procureentender e ponderar sobre as justificativas do seu patrão. Maleabilidade é uma qualidade importante, e quem sabe recuar pode estar garantindo uma vitória no futuro.

Conheça o seu patrão, nesse caso o oponente. Você está lá para ganhar mais e ele para gastar menos. Respeite o ritmo de negociação dele e procure se manter no mesmo nível.

Você pode pedir mais do que realmente deseja, assim poderá haver uma contraproposta dentro da sua expectativa. Mas evite o excesso.

Não descarte nenhuma possibilidade. Vantagens e benefícios extras também significam remuneração.

Se não for bem sucedido, termine a conversa demonstrando sua insatisfação de maneira clara, mas leve. Nunca faça ameaças ou dê mais importância à questão do que realmente deve. Pode ser que seu chefe pense no assunto e tome a iniciativa da próxima vez.

Fonte : Diário do Nordeste

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: