Liderança é, sim, opção de vida. Opte.

Por Kelly Gallinari

Esta Coluna é publicada as Segundas Feiras.

Cada vez mais, me convenço que liderança não é algo situacional. Quando você opta por liderar sua vida (profissional e pessoal), a técnica e as atitudes são semelhantes, independente da situação. Seja preparando uma lasanha ou demitindo um funcionário. Na decisão da compra ou não um carro novo ou dando um feedback para um liderado.

Com o decorrer da construção do meu repertório profissional, entendi que liderar é extrair o melhor, de você e do outro, independente das condições externas.

Ontem, tive o prazer de acompanhar uma pessoa muito querida a um show de Danças Árabes e pasmem: mesmo com tantos anos de experiências na área de desenvolvimento humano, tive uma aula com notórias e boas lições sobre liderança do bem, liderança que dá certo. Compartilho-as com vocês agora, meus caros leitores.

Para contextualizar, explico como aconteceu o evento. O show era dividido em duas etapas: a primeira um concurso, com júri e premiação, para amadores e a segunda com danças profissionais de professores conceituados.

Vamos às lições:

1 – Apoio: Durante o concurso, era nítida a ansiedade dos alunos que participavam. Mãos inquietas, falatório alto e feições tensas nas coxias. Comportamentos comuns para quem ainda está aprendendo. Mas quando as alunas entravam no palco era impressionante como a tensão sumia e como davam, realmente, um show de dança. Notei isto uma, duas, três vezes até perceber que os professores, ou os líderes, delas sempre se posicionavam em frente ao palco, incentivando e até, timidamente, fazendo a coreografia para que suas alunas se sentissem seguras. O mestre estava lá e ninguém tinha nada a temer. Um bom líder não abandona depois que ensina. Ele acompanha e aplaude as boas práticas.

2 – Engajamento: As dançarinas, praticamente todas, em certo momento da dança, pedem para que a platéia acompanhe com palmas. Este é um dos momentos ‘auge’ da apresentação. A platéia e a dançarina unem-se na arte como se todos fizessem parte do show. Pedir palmas, minha gente, é atrair reforços para sua apresentação. É liderar o momento em seu favor, conquistando aliados para seu trabalho. Como hoje, você lidera suas atividades e compartilha com seus amigos de trabalho e/ou liderados de forma que eles se atraiam pelo que faz e, melhor do que isso, se engajem nestas tarefas? Como você está empolgando a platéia?

3 – O diferente também é sensacional: Quando pensamos em dança do ventre, creio que, a maioria das pessoas pensa em belas dançarinas com corpos deslumbrantes, destilando toda sua sensualidade. Sim, minha gente! É tudo isso. Mas os adjetivos acima são relativos no significado. Vi corpos nem tão deslumbrantes assim dando um show de técnica e sensualidade no palco. Arrasando nos vai-e-vem dos véus sem o menor sentimento de inferioridade pelos quilinhos a mais. Vocês estão se perguntando o que é isso, meu povo? Eu respondo: é liderar a vida para o bem. Uma vez que acredito no que faço, convenço seja quem for da mesma coisa. Sim, mesmo as dançarinas com quilinhos a mais me convenceram da preciosidade desta dança. Nem sempre, minha gente, temos todas as ferramentas na mão para desenvolver uma atividade que nos foi designada. Às vezes, sobra quilos. Às vezes, falta. Mas se acreditamos na atividade, a vontade do resultado é final é maior do que o obstáculo e a condução da tarefa passa a ser prazerosa. Até os preconceitos caem por terra. Você se acha capaz de executar? Se sim, dance e convença o júri. Se não, pense que as limitações são suas e só você pode desarmá-las.

4 – Siga o mestre: o EXEMPLO do líder, realmente, é importante. Depois do concurso, aconteceu o show de gala com os profissionais. Apesar da adrenalina do concurso, todos esperavam pela apresentação destes professores já conceituados. Por quê? Porque o líder dá o exemplo. Os liderados, ainda no processo de aprendizado, necessitam de inspirações. E eles aprendem o que vêem. O que você está mostrando ao seu liderado, amigo líder? Está mesmo dando um show? Ou o que sua equipe anda vendo é uma apresentaçãozinha de boteco?

Vi muito mais coisas legais, mas estas me saltaram aos olhos. Estou acostumada a enxergar estas coisas em uma empresa, mas foi interessante perceber que liderança é um comportamento muito mais extensivo. É, realmente, uma opção de vida. Uma boa opção.

É, meu povo, como é bom sabermos que podemos aprender sempre, o tempo todo.

Abraços e até mais!

Kelly Cavalcanti Gallinari – Coach

www.ecoach.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: