O segredo da Honda

Por Jerônimo Mendes

Soichiro Honda passou a infância ajudando o pai em sua oficina de bicicletas e, aos 15 anos, sem o benefício de uma educação formal, viajou para Tóquio em busca de trabalho. Arranjou emprego como aprendiz em uma oficina mecânica, porém acabou trabalhando como babá na casa do proprietário. Frustrado e desanimado, Honda retornou para casa e, seis meses depois, foi chamado de volta, quando permaneceu por seis anos trabalhando como mecânico de automóveis até voltar para casa outra vez e montar a sua própria oficina mecânica.

Apaixonado por corridas, Honda foi convencido pela esposa a abandonar o hobby, depois de sofrer um grave acidente, e passou a concentrar suas energias nos negócios. Aos 31 anos, começou a fabricar anéis de pistão e fundou a Tokai Seiki Heavy Industry (TSHI).

Constrangido pela falta de uma educação formal, matriculou-se na Hamamatsu School of Technology, mas revelou-se um péssimo aluno, demonstrava pouco interesse nas aulas de engenharia que não envolvessem anéis de pistão, recusava-se a tomar nota das matérias e a fazer os exames escritos. Convidado a se retirar da escola, Honda decidiu fazer fortuna à sua maneira.

Com base na história de Soichiro Honda, é possível afirmar que a maioria dos empreendedores assimila conceitos intuitivamente mesmo sem ter tomado conhecimento deles. O conceito está no sangue, na essência, no modo de ver as coisas e na sua incrível capacidade de transformar obstáculos em grandes oportunidades de negócio.

O combustível empreendedor vai além da sobrevivência, da necessidade de ganhar dinheiro, do enriquecimento ou da persecução do lucro a qualquer custo. Aliás, a persecução do lucro remonta os primórdios da civilização e está arraigada na natureza do ser humano. Entretanto, não é apenas o lucro que move o empreendedor, mas o sentido de realização e o de contribuição.

Quantos indivíduos conseguem levar suas idéias adiante e criar um negócio de valor? Apesar disso, o empreendedorismo e as verdadeiras decisões que levam alguém a empreender resultam em milhões de empreendimentos concebidos em todas as partes do mundo, diariamente, para o bem da humanidade.

A decisão de abandonar uma carreira, uma convicção e um estilo de vida não é tão simples quanto parece. Prioritariamente, exige-se muita energia e disposição para mudar e fazer algo novo e diferente, ou seja, “trocar o certo pelo duvidoso”. Quantas pessoas você conhece que estão dispostas a abrir mão do conforto proporcionado pelo emprego e seus benefícios para arriscar-se em algo novo, promissor e diferente?

Quando estiver pensando no segredo de Soichiro Honda, Akio Morita, Miguel Krigsner e tantos outros empreendedores visionários, lembre-se: o segredo é que não há segredo. O que existe de fato é a determinação deliberada e irreversível de colocar uma idéia em prática como se fosse a maior realização da sua vida. E quando a idéia existe para agregar valor na sociedade, a própria história se encarrega de reconhecer.

Segundo Daniel Goleman, ao lado de Konosuke Matsushita, Akio Morita e Eiji Toyoda, Soichiro Honda é considerado um dos maiores líderes industriais do Japão, destacando-se por seu caráter e estilo independente que transformou um hobby em negócio e construiu uma empresa bilionária que produz a melhor motocicleta do mundo.

Jeronimo Mendes é Administrador, Escritor e Palestrante, Especialista em Desenvolvimento Pessoal e Profissional, apaixonado por Empreendedorismo, autor dos livros Benditas Muletas (Vozes), Oh, Mundo Cãoporativo! (Qualitymark) e Manual do Empreendedor (Atlas)

www.jeronimomendes.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: