Caderneta de poupança e industria no vermelho

Resumo comentado das notícias da semana que passou.

Fonte: Blog da Miriam Leitão

Caderneta de poupança – O governo anunciou mudanças nas regras de remuneração da caderneta de poupança, que era simples, mas ficou mais complicada. Para a “velha poupança”, a remuneração continuará sendo de 6% ao ano mais TR.

Já os novos depósitos sempre perderão da Selic. Quando ela estiver abaixo ou em 8,5%, a remuneração será de 70% da taxa mais TR; se a Selic subir muito, em caso de uma onda inflacionária, por exemplo, a remuneração da poupança não a acompanhará; volta-se a 6% mais TR.

Essa mudança abre caminho para uma queda maior da taxa básica de juros, o que é bom para a economia.

Indústria no vermelho – Os números da produção industrial de março não são nada animadores. Entre janeiro e março, a indústria teve queda de 3% em relação ao mesmo período do ano passado e de 0,5% na comparação com os três últimos meses de 2011.

Em março, a produção industrial caiu 0,5% sobre fevereiro. A indústria sofre com a concorrência com os importados, que chegam ao país com baixo preço, com o câmbio desfavorável, com a desaceleração da economia, com o preço alto da energia.

Balança comercial – Em abril, o superávit comercial foi de US$ 881 milhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento. A Argentina caiu de 3º para 4º lugar no ranking de maior comprador do Brasil, por causa das medidas protecionistas adotadas. As exportações para lá caíram quase 30%.

Bolívia expropria mais uma empresa – Depois da Argentina, a Bolívia volta a atacar. No dia 1º de maio, como é de costume, o presidente Evo Morales anunciou a expropriação de mais uma companhia, a Transportadora de Eletricidade (TDE), empresa de transmissão de energia controlada pela espanhola Red Eléctrica Internacional. Morales está com a popularidade em baixa. Em 2006, duas refinarias da Petrobras no país foram ocupadas, mas a empresa acabou recebendo indenização.

Mais IED na América Latina – Os países da AL e do Caribe receberam US$ 153,4 bilhões em 2011 em Investimentos Estrangeiros Diretos (IED), segundo a Cepal. É um novo recorde. O Brasil ficou em 1º lugar, ao receber US$ 66,7 bilhões. A Argentina perdeu posição.

Desemprego na Europa aumenta – A taxa de desocupação na zona do euro subiu para 10,9% em março. Alguns países, como Grécia, Portugal, Espanha e Itália, pagam um preço maior. A Espanha, por exemplo, tem quase um quarto da sua população sem trabalho. Entre os jovens, a taxa de desemprego passa de 50%.

Crise do emprego – A OIT divulgou estudo dizendo que as políticas de austeridade – corte de gastos – estão criando mais desemprego. Mais de 200 milhões de pessoas estarão desempregadas em 2012, segundo a instituição. Faltam 50 milhões de postos de trabalho, perdidos desde o início da crise econömica de 2008.

EUA: desemprego cai – A taxa de desemprego, que estava em 8,2%, caiu para 8,1% em abril, mas a criação de vagas (115 mil) ficou abaixo do esperado (160 mil). O dado de março foi revisado para cima.

Eleições na França – François Hollande e Nicolas Sarkozy se enfrentaram num debate de quase três horas esta semana. A condição de favorito do socialista não foi alterada. No domingo, os franceses escolherão o novo presidente, que tem pela frente o desafio de reverter o quadro de baixo crescimento e de alta do desemprego.

Eleições na Grécia – Haverá eleição parlamentar. Os dois partidos – Nova Democracia, de direita, e o Pasok, socialista – estão mais fracos. Eles estão perdendo votos porque apoiaram o plano de austeridade de Papademus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: