A nova classe média

Pedro Paulo Morales

A nova classe média

Esta é da Coluna de Celso Ming “É verdade que, em apenas sete anos, as classes médias brasileiras receberam mais de 40 milhões de pessoas, agora com maior capacidade de consumo. Ocorre que essa parcela da população já enfrenta novas despesas, está sobrecarregada com dívidas e não dispõe de elasticidade orçamentária. Essas pessoas passaram a gastar fatias cada vez mais altas de seu orçamento com serviços – como tarifas de telefone celular, condução, ensino, viagens, academia, cabeleireiro e refeição fora de casa. A disparada da inflação no segmento dos serviços (próxima dos 10% em 12 meses) ajuda a mostrar o impacto dessas despesas no orçamento familiar das classes médias. Forçar ainda mais a estrutura de consumo dessa gente leva o risco de acentuar distorções da economia.”.

Baixo Nível de poupança.

Segundo Celso Ming o Brasil esta com um baixíssimo nível de poupança, que prejudica a capacidade de investimento. Para o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, antes um entusiasta das políticas redistributivas, parece ter mudado de santo: “O momento não é mais de prioridade ao consumo, mas de prioridade ao investimento”.

Capacidade de pagamento

A capacidade de pagamento da classe média esta cada vez mais estrangulada, há sete anos as pessoas vêm se endividando, rolando dividas e fazendo um crediário atrás do outro. Esse sistema é valido quando se trada de bens como vestuários, eletrodomésticos, reformas de imóveis porem para bens como carro ou imóveis se teve tomar cuidado porque são bens que exigem cinco, seis ou vinte anos para serem pagos, este tempo  deve ser considerado , afinal o rendimento dessas famílias vem sendo comprometido por um longo período. Outro ponto que deve ser considerado é que existe um fator que chamo de “aumento dos custos agregados” onde agregamos novos  produtos  e serviços ao estilo de  vida e quando vemos estamos por exemplo comprando um celular com três chips quando há dez anos usávamos ainda o telefone “moleculá” ou seja vou mandar o moleque ir até lá.

Por falar em telefone

Dia desses tive que usar um telefone publico e andei três quarteirões para encontrar um desses “orelhões” funcionando, todos estavam quebrados e sujos, acho que sempre se deve ter um desses por perto porque ninguém sempre tem um celular por perto.

Final da marca Esso em Fortaleza

Os postos da bandeira Esso em Fortaleza estão trocando para a bandeira Shell, o que deixa saudades. A Esso (Esso Brasileira de petróleo) chegou ao país no início dos anos 1912 e foi um dos ícones do processo industrial brasileiro no início do século 20. Quem não se lembra do Tigre da Esso, rival do Elefantinho da Shell. Até hoje os tigres infláveis ocupam os postos de serviço da rede. A Cosan comprou a operação de postos da Exxon Mobil, multinacional norte-americana controladora da marca Esso, deixou a marca publicitária Esso sob-responsabilidade da Cosam , o compromisso que deve ser encerrado dentro de dois anos.

Só 5% das obras para a Copa de 2014 estão concluídas, diz governo.

Balanço divulgado pelo governo federal revela que apenas 5% das obras para a Copa do Mundo de 2014 foram concluídas. Nesse cálculo estão obras de estádios, mobilidade urbana e infraestrutura, como portos e aeroportos. Esses projetos terminados equivalem a 1% do investimento total previsto para o Mundial, que é de R$ 27,1 bilhões, de acordo com o governo. Será que o Brasil vai conseguir em 2 anos completar 100% das obras? Vamos ver.

Coluna escrita em 23/04/2012.

pedropaulomorales@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: