Rio+20 e Governo anuncia mais um pacote

Resumo comentado das notícias da semana que passou.

Fonte: Blog da Miriam Leitão

Rio+20: A Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável começou esta semana. Fiz uma série especial para o Bom Dia Brasil, que pode ser vista no blog.

Não há consenso sobre muitos pontos do documento final. E deve ficar este impasse até a meia-noite. Mas o embaixador Luiz Alberto Figueiredo, negociador-chefe do Brasil na Rio+20, disse que os países terão “objetivos de desenvolvimento sustentável”.

O fim de semana será de negociação. A reunião do comitê preparatório termina hoje, mas eles continuarão negociando. Não há consenso também em relação ao fundo de US$ 30 bilhões e sobre quem depositará os recursos.

A crise econômica da Europa invadiu as mesas de negociação. É complicado, nesse momento, falar para os tradicionais doadores de recursos, como a própria Europa, que devem colocar dinheiro para ajudar os mais pobres a perseguir esses objetivos de desenvolvimento sustentável.

Europa continuou no centro das atenções – Foi mais uma semana difícil para a região, que espera pelo resultado das eleições na Grécia no domingo. Foi anunciado o resgate dos bancos da Espanha, que pode chegar a 100 bilhões de euros, 10% da economia. O governo fez de tudo para diferenciá-los dos demais, para mostrar que não terá de cumprir as exigências dos credores. Mas os bancos deverão segui-las. E a dívida do país deve aumentar por causa do resgate, que não afastou as dúvidas.

A Espanha foi rebaixada por mais uma agência de risco, os juros cobrados do país pelo mercado para rolar sua dívida bateram novo recorde. A desconfiança é ainda maior. E a Itália, que tem dívida mais elevada ainda, passou a ser a bola da vez. A produção industrial da zona do euro registrou queda em abril (-0,8%), recuando até na Alemanha. Lagarde chegou a dizer que é preciso salvar o euro em menos de três meses.

Todo mundo está de olho na Grécia. Será que sairá do euro? Países e empresas já prepararam planos de contingência. Se o partido de extrema esquerda ganhar, já disse que quer renegociar o pacote de ajuda. Os ministros de Finanças da Europa estarão de plantão nesse fim de semana por causa da Grécia. No país, os saques bancários aumentaram nos últimos dias e as pessoas estão até estocando alimentos.

Trabalho infantil – Os dados divulgados esta semana pelo IBGE mostram que o número de crianças e adolescentes de 10 a 17 anos de idade trabalhando diminuiu: em 2000, eram quase 4 milhões e, em 2010, caiu para exatamente 3.406.514. Ainda assim, há muito a se fazer para tirar esses brasileirinhos, que deveriam estar na escola, dessa situação. A má notícia é que o trabalho infantil aumentou na faixa de 10 a 13 anos.

Governo anuncia mais um pacote – O governo anunciou hoje uma linha de crédito aos estados, por meio do BNDES, que pode chegar a R$ 20 bi. Quer que eles aumentem os investimentos para estimular a economia. Vale lembrar que o governo federal não investe o que está previsto no Orçamento, que já é pouco.

Prévia do PIB: O IBC-Br registrou alta de 0,22% em abril em relação a março, o que significa que a economia voltou a crescer. Os dados anteriores foram revisados. Em março, queda foi de 0,61%; em fevereiro, alta de 0,56%; e em janeiro, queda de 0,38%.

Mudança no IOF sobre empréstimos no exterior – O governo reverteu uma das restrições impostas em março à entrada de dólar, alterando a cobrança de IOF sobre empréstimos tomados no exterior. O prazo das captações que estão sujeitas ao tributo de 6% foi reduzido de cinco para dois anos. Acima desse prazo, não há mais cobrança de imposto.

Vendas do varejo – Em abril, cresceram 0,8% em relação a março, segundo o IBGE. No ano, já subiram 9,2% e, em 12 meses, 7,2%.

Emprego na indústria – Registrou a terceira queda. O indicador recuou 0,3% em abril em relação a março, segundo o IBGE.

Inadimplência do consumidor – A Serasa Experian divulgou hoje que o calote cresceu 6,2% em maio ante abril. Em relação a maio de 2011, houve alta de 21,4% e, no acumulado do ano, de 20%.

Carlos Slim compra 8,4% da argentina YPF – O empresário mexicano anunciou ontem a operação, estimada em US$ 344 milhões. A YPF foi expropriada pelo governo de Cristina Kirchner em abril. As ações da empresa estão subindo forte hoje nas bolsas de Nova York e Buenos Aires, chegando a 17%. Slim também comprou 21% da Telekon Austria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: