Quando a promoção não acontece

PedroPedro Paulo Galindo Morales

O artigo é baseado no programa Motivação e Sucesso do Professor Marins exibido pela Rede Vida de Televisão e fala sobre a vontade que temos de ser promovidos e o que fazer se essa promoção não chegar.

Muitas vezes é melhor ser um colaborador bem visto do que um chefe que enfrenta vários problemas. Ficamos muito apreensivos porque o tempo passa e não acendemos a um cargo de chefe ou responsável, temos a tendência a pensar que somos as melhores pessoas para aquele cargo e nunca pensamos na possibilidade que talvez seja melhor ser um bom colaborado do que responsável pelo trabalho de varias pessoas.

Todos querem ser promovidos, mas às vezes temos que parar para pensar se um cargo de gestão vai nos fazer feliz, quase sempre olhamos os bônus e nunca o ônus de um cargo ou até mesmo função.

Quando somos promovidos somos elogiados por que fazemos e muitas vezes não nos damos conta que teremos que encarar novos desafios e passaremos a ser cobrado por novas metas e desafios e teremos que lidar com pessoas que muitas vezes não querem nada com nada ou teremos que coordenar o trabalho daqueles que sempre foram nossos amigos ou colegas, o que nem sempre é confortável.

Às vezes os cargos de chefias ou até mesmo novas responsabilidades vem acompanhado de ulcera, depressão palpitação, insônia ou até mesmo problemas coronários e aquela frase “eu era feliz e não sabia” só que quando se assume novas responsabilidades não tem volta, quando se caça os “sapatos de gerentes” é preciso aprender caminhar com eles.

As pessoas hoje estudam mais fazem faculdade depois pós-graduação e muitas vezes querem ser pagas pelos seus diplomas e títulos e não pela sua ação, as pessoas precisam entender que uma faculdade ou uma pós-graduação apenas habilita as pessoas para cargos de maiores responsabilidades e esquecem que as pessoas são promovidas porque geram valor.

Cuidado com as pressões sociais de amigos, primos, irmãos ou conhecidos, muitas vezes nos cobramos mais porque os outros conseguem e insistimos em olhar apenas os bônus e não o ônus.

Hoje as pessoas pesam em oxigenar o currículo, dizem que as pessoas que ficam mais de 4 anos estão em desacordo com o mercado , cuidado com os maus conselheiros eles muitas vezes querem que você não tenha sucesso, a acessão a cargos de chefia muitas vezes não vem antes de seis de cinco ou seis anos de empresa , por isso tenha paciência e se dedique as suas tarefas.

Pise no chão, as empresas precisam de bons profissionais como técnicos ou especialistas que conhecem bem o que fazem, as pessoas que querem ganhar pelos seus títulos correm o risco de desaprenderem o que sabem fazer, uma coisa é certa se todas as pessoas quisessem ser chefe não teria vaga pra todo mundo! Toda e qualquer função é importante dentro de uma empresa, então não fique sofrendo porque sua vez não chega, pense em ser um bom profissional que um dia a sua oportunidade chegará.

Vamos refletir sobre isso!

Pedro Paulo Galindo Morales é Tecnólogo em Gestão, Pós- Graduado em Controladoria, Técnico em Contabilidade e Blogueiro,   pedropaulomorales@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: