Faz sentido a ideia de “liderar a si mesmo”?

Por Flávio Emílio

Esta coluna é publicada as Sextas Feiras e aos Domingos

De vez em quando somos apresentados a novos conceitos da área de gestão de pessoas. Um deles se chama autoliderança. Aprendemos desde cedo que o líder é aquela figura capaz de influenciar pessoas, conduzindo-as a alcançar metas.

Certo! Isso não mudou e muito provavelmente, não mudará…

A questão que se coloca é o que vem antes. Para que possamos desenvolver habilidades de liderar, de forma efetiva, outras pessoas será preciso, primeiro, dominar a autoliderança.

Ser lider de si mesmo começa pelo autoconhecimento. Palavrinha batida essa, não?

Mas não há outro ponto de partida. Ter a noção exata de nossas características particulares como estilo de trabalho, grau de extroversão, inteligência emocional, ambição, dentre outras, nos permitirá avaliar de forma lúcida tanto nossas potencialidades, virtudes quanto os aspectos que precisam ser melhor trabalhados.

Para conduzir outros, precisamos nos dirigir primeiro… Por isso, liderança não se treina… Se desenvolve!

Portanto, o degrau número 1 é a melhoria de suas atitudes e habilidades profissionais. Com o autoconhecimento em dia, dois ganhos preciosos hão de vir: o autodesenvolvimento e a autoestima. Ambos farão muito bem para você e para todos que estarão à sua volta.

Que tal colocar-se como seu primeiro liderado?

Flávio Emílio Monteiro Cavalcanti é administrador e Mestre em Gestão de Recursos Humanos .

http://dropsdecarreira.com.br/blog/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: